Protocolo HTTPS e HTTP: O que são, Para que Servem e Quais as Diferenças

Protocolo HTTPS e HTTP: O que é, Para que Servem e Quais as Diferenças
Vamos te contar tudo o que precisa saber sobre protocolo HTTPS e HTPP. Saiba como garantir a segurança no seu site.

Compartilhe:

Introdução

Sabe aquele “certificado SSL” que seu programador ou a sua empresa de hospedagem te pedem para ativar? Bom, não é à toa, esse certificado é quem adiciona a segurança ao protocolo de rede HTTP.

Mas você sabe  o que é um protocolo?

De forma geral, os protocolos são conjuntos de normas que nos permitem “falar a mesma língua”. Vamos entender vendo um  exemplo da vida real:

Quanto você mede? Eu, por exemplo, meço 1,73. E partindo disso eu lhe pergunto, você sabe quanto eu meço?

Apesar de parecer que sim, na verdade você não sabe, pois eu não te disse a unidade de medida que estou usando…

Eu poderia medir 1,73 centímetros, 1,73 quilômetros, 1,73 pés, e assim vai… Então, você só sabe realmente o quanto eu meço, se eu te disser a unidade de medida a que me refiro.

Assim acontece com os protocolos! Se existem regras para comunicação clara entre humanos, é claro que existem regras entre máquinas, e chamamos estas regras de protocolos.

E quando falamos de protocolos de segurança, a coisa fica muito mais séria. Quando alguém fornece dados pessoais em formulários, por exemplo, temos que garantir que não haja “interceptação” enquanto o seu servidor recebe a informação. É por isso que às vezes quando acessamos um site, o nosso navegador acusa “Alerta: Potencial risco de segurança à frente”, isto ocorre porque o site que acessamos não possui um protocolo HTTPS e portanto a nossa comunicação com o site está comprometida.

Alerta: Potencial risco de segurança à frente

O que é o Protocolo HTTPS?

A sigla HTTPS vem de “Hyper Text Transfer Protocol Secure”, em portugues “Protocolo de Transferência de Hipertexto Seguro”. Trata-se de uma camada adicional de segurança (SSL/TLS), sob o protocolo HTTP.

Deixando o tecniquês de lado, o protocolo HTTPS é a língua que um servidor vai utilizar para se comunicar com seu usuário, e seu diferencial é que com a adição do SSL “Secure Sockets Layer” (camada de soquete seguro) essa “língua” torna-se criptografada.

Então, quando o usuário digita seu nome em um formulário, por exemplo, durante todo o percurso, desde seu navegador até o servidor, esta informação não é “legível” por nada que possa haver no caminho, impedindo furto de dados e ataques de hackers.

O que é o Protocolo HTTP?

Em poucas palavras e sem muitos rodeios, o HTTP é praticamente o mesmo protocolo HTTPS mas sem o “S” de “Secure”, ou seja, o Protocolo HTTP é inseguro. Nesse post você pode entender melhor sobre como o Google Chrome 68 faz a marcação de sites em HTTP como “Não Seguro”.

 

Este protocolo se popularizou por surgir em uma época em que a internet – em sua maior parte- se reduzia apenas a textos, e assim o HTTP transformou a comunicação “servidor-cliente”. Além de utilizar de cookies para armazenamento de informações de sessão, o que foi útil por muitos anos, principalmente para as agências de marketing digital que utilizam os cookies como forma de rastrear o comportamento do usuário na internet.

 

É importante ressaltar que o protocolo HTTP pode ser interceptado por quem está “no caminho” entre você e seu servidor, por isso o uso do certificado SSL que garante a criptografia da informação enviada é tão importante.

 

Qual a diferença entre Protocolo HTTP e HTTPS?

Em suma, como explicado anteriormente, o HTTPS é o protocolo HTTP acrescido de um SSL (por isso a letra S). Já que o certificado SSL faz a criptografia das informações trocadas entre servidor e cliente, todo o caminho da informação está protegido quando utilizamos o protocolo HTTPS. 

 

Os navegadores mais comuns, como Google Chrome, Mozilla Firefox e Safari por exemplo, exibem uma contundente mensagem de “acesso inseguro” quando seu usuário entra em um site sem SSL. Em alguns casos o usuário precisa clicar em “prosseguir para o acesso não seguro”.

 

Você forneceria algum dado a um site caso seu navegador exibisse uma mensagem tão grave sobre segurança? Acredito que não, aliás seu usuário também não forneceria. Saiba um pouco mais sobre o certificado SSL nesse post.

 

Leia também: Let’s Encrypt e os erros com certificados gratuitos

Conheça as vantagens de utilizar HTTPS

 

Acredito que até aqui deu para perceber que o “S” muda tudo, não é mesmo? Quando falamos de privacidade e segurança de dados sensíveis, todo cuidado é pouco, pois somos diretamente responsabilizados por brechas de segurança que possam expor dados dos nossos usuários.

 

E já que o protocolo HTTP é base de toda a internet, não há conclusão mais lógica do que garantir privacidade na troca de informações entre você e seu cliente, através do uso de um certificado SSL.

 

Agora, algo muito importante é que além da segurança, o uso do protocolo HTTPS garante um melhor rankeamento de SEO. Este critério começou em 2014 e a partir disso foi se tornando cada vez mais vital que a segurança da página esteja em dia para o rankeamento dos buscadores.

 

Falando em SEO, você já utiliza alguma ferramenta para gerenciar suas palavras-chave? Neste post falamos um pouco sobre o planejador de palavras chave do Google, dá uma olhada!

 

Leia também: 4 Plugins de Segurança para WordPress

 

Conclusão

Dica final: O seu site precisa estar “adaptado” para o uso de um protocolo diferente daquele em que ele foi criado, ou seja, se seu site hoje funciona em HTTP, provavelmente não vai funcionar bem com o protocolo HTTPS automaticamente. Para adaptação são necessárias algumas configurações do projeto, como links internos, páginas de formulários, imagens, etc..

Na ServerDo.in, ao adquirir um certificado SSL lhe oferecemos todo o suporte necessário para a ativação dele no seu projeto, ou seja: não só ativamos o SSL como também configuramos todo o seu site para funcionar no protocolo HTTPS.

Na prática você não precisa se preocupar com nenhuma configuração, tudo é feito aqui pela nossa equipe de técnicos, e essa facilidade você não encontra outra empresa – pode acreditar.

E como já sabemos, tudo o que diz respeito à segurança e rankeamento de SEO, deve estar no topo das suas preocupações quando o assunto é o seu projeto/site, portanto fique sempre atento às dicas que postamos no nosso blog.

Que tal aproveitar e ficar por dentro de tudo sobre a LGPD (Lei geral de proteção de dados) que vem esquentando a cabeça de muita gente? Vem com a gente!

Inscreva-se na Newsletter

Receba semanalmente conteúdos gratuitos sobre hospedagem de sites e marketing digital.

Mais conteúdos: