Às 7:30, você liga seu carro para ir de casa ao trabalho. Ele reconhece seu rosto, ajusta os retrovisores, a estação de rádio e a temperatura de acordo com suas preferências. Como seu veículo está conectado a diversos outros, você é avisado que seu caminho habitual está congestionado devido a um acidente. O carro também se comunica com diversos satélites, por isso o GPS lhe sugere um caminho alternativo para chegar ao seu destino. Ao fim do expediente, a geladeira em sua casa avisa seu relógio que acabou o leite, e sugere o mercado com o menor preço, mas sem fugir muito do seu caminho para casa.

De qual filme estamos falando? Nenhum; este é o futuro que já está se tornando realidade.

 

A “Internet das Coisas” é uma revolução tecnológica que visa integrar os itens que usamos no dia a dia. A ideia de fato é mesclar os mundos físicos e digitais, de uma maneira que todos os dispositivos comuniquem entre si.

 

internet of things 1
Surgiu em 1991 a discussão desta ideia, com a popularização da internet que conhecemos hoje. Em 1999, Kevin Ashton, do Massachusetts Institute of Technology (MIT), propôs o termo “Internet das Coisas”. Dez anos depois, o artigo “A Coisa da Interent das Coisas” foi escrito por ele, para o RFID Journal.

 

Para saber mais, lhe trouxemos dois vídeos. No primeiro, o escritório do W3C, que é responsável pela criação do World Wide Web, vem difundir a ideia da Internet das Coisas. Este órgão é ligado ao Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br). Juntos, desenvolveram vídeos para divulgar este conceito em nosso país.

 

 

Este vem falar sobre detalhes e riscos de segurança da Internet das Coisas, divulgado no canal do Estadão no Youtube.

Alguma dúvida? Fale conosco!

Nome

E-mail

Já é nosso cliente?

Assunto

Mensagem