Se você montou, ou vai montar sua loja virtual, uma das primeiras dúvidas que podem surgir é como receber o seu dinheiro. Afinal, quando você vende pela internet, quais as formas de pagamento? Nesse post, você vai conhecer quais são as formas de pagamento aceitas e como elas funcionam no seu e-commerce.

Vale lembrar, que esse é o 2º episódio da série “E-commerce: venda sozinho na internet.“. No link abaixo, você pode conferir o nosso primeiro episódio e ficar por dentro de todas as informações! 😉

 

Leia também: Woo Commerce: venda sozinho na internet a partir de 19 reais por mês.

 

Montei meu e-commerce. Como receber pagamentos

Depois de ter montado seu e-commerce, vem uma parte muito importante: saber como receber por suas vendas. E assim como o mercado online vem crescendo a cada dia mais, as formas de pagamento também foram ganhando novidades e melhorias. É possível que seus clientes paguem por seus produtos/serviços com boleto bancário, cartão de crédito, cartão de débito, bitcoins e outros.

Abaixo, você pode conferir e entender, como funcionam cada uma dessas formas de pagamento. É válido ressaltar, que para que você tenha a disposição essas formas de pagamento, você precisa configurar sua plataforma online. Seja através do Woo Commerce ou de outro plugin utilizado.

 

Forma de pagamento 1: Boleto bancário

Uma das formas de pagamento mais antigas, é o boleto bancário. Que foi criado aqui no Brasil há mais de 25 anos. E como as coisas evoluem, hoje em dia, nós temos o DDA, que é o Débito Direto Autorizado. Com ele, é possível saber todos os boletos que você tem para pagar, sem o estresse de um sistema difícil ou a necessidade de muito esforço. É simples e prático!

Outra coisa que veio para facilitar no seu negócio, são os intermediadores. São empresas especializadas em pagamentos online, tais como: Asaas, Gerencianet, Pagseguro e etc. Com os intermediadores, o seu processo fica muito mais simples, pois eles emitem o boleto para você e quando for compensado, o sistema se atualiza automaticamente.

Ou seja, você não precisa acessar seu internet banking, para baixar o arquivo de retorno.

 

Leia também: Revenda de hospedagem com a ServerDo.in

 

Forma de pagamento 2: Cartão de Crédito

Cartão de crédito, uma maravilha dos tempos modernos, não é mesmo? É difícil quem não tenha ou não use o cartão de crédito como forma de pagamento. E por isso, é uma das essenciais formas de pagamento na sua loja online. E levando em consideração que você vai atender clientes de fora do Brasil, é importante que tenha uma plataforma que aceite pagamentos internacionais, como o PayPal, por exemplo.

Associando os intermediadores novamente, quando você usa essas empresas, pode escolher as formas de recebimento. Por exemplo, em 1, 14 ou 30 dias. Vale lembrar, que você deve consultar as normas e regulamentos de cada empresa, para se certificar das taxas aplicadas.

 

Forma de pagamento 3: Bitcoins e outras criptomoedas

Você já deve ter ouvido falar nos bitcoins – as famosas moedas online – e no quanto seu mercado vem crescendo consideravelmente no mundo todo. Entretanto, no Brasil, ainda não é comum ver e-commerces (Brasileiros) que aceitem o pagamento em bitcoin. O motivo talvez seja a volatilidade da moeda, que nos ultimos 12 meses tem gerado preocupação com o valor final que o vendedor vai receber.

Estima-se que com o passar dos anos, essa questão seja normalizada e passe a ter mais adesão no mercado das lojas virtuais no Brasil. As plataformas que possuem integraçaõ no e-commerce com o plugin Woo Commerce são: Coingate e BitPay.

 

Leia também: PODCAST: da instalação ao uso. Confira o que é e como funciona!

 

Quero pagar menos taxas. O que fazer?

Falar de taxas entre 3% e 5%, para algumas empresas pode não ser muito. Mas para negócios que estão iniciando agora, poder ser complicado manter as empresas intermediárias, como a que citamos anteriormente. Então para isso, nossa dica para você é usar o seu banco. Através dele, é possível oferecer pagamento por cartão de crédito e-commerce. Dessa forma, o seu banco libera um cadastro para venda online, contendo as principais mandeiras do mercado, como: Visa e/ou Mastercard.

 

O cliente não reconhece a compra que fez no meu site

Você optou por fazer uma integração direta com as operadoras de cartão de crédito. Dessa maneira, você terá que assumir um novo risco (que tem um índice bem menor quando você utiliza intermediadores de pagamento): o não reconhecimento do seu cliente.

Esse não reconhecimento de compra é chamado de chargeback. Nesses casos, o cliente entra em contato com a sua operadora de cartão, informando que não reconhece o pagamento feito a sua empresa. Após isso, esse valor é retirado do saldo que você tem a receber e, caso já tenha recebido, é gerado um débito para suas próximas vendas.

Você pode argumentar e se defender, alegando que realmente o cliente comprou, mas esqueceu do seu site. Mas infelizmente, esse processo é bem burocrático.

Para evitar que o chergeback aconteça, quando você não utiliza um intermediador de pagamento (que entrega essa solução para você), uma ótima opção é a ClearSale. Ela é uma empresa que pode te ajudar nessa questão e tem integração com o Woo Commerce.

 

Leia também: Importância do Centro de Valorização da Vida (CVV)

Alguma dúvida? Fale conosco!

Nome

E-mail

Já é nosso cliente?

Assunto

Mensagem